31 jul 2020
Conheça a Mentoria Hélice
Programa conecta desafios reais de startups com conhecimento e experiência de mentores

Desde o princípio da Hélice nos questionamos: o que faz uma região ser atrativa para empreendedores? Capital para investimento em novos negócios? Certamente. Mercado consumidor? Sem dúvidas. Amparo para desenvolvimento de tecnologia? Absolutamente. Mas durante esse processo de aprendizado, nos deparamos com um atributo de ecossistemas de inovação que nos fez refletir: acesso a mentores.

Fundamentalmente, o(a) empreendedor(a) é um profissional especialista. Ou ele/ela se torna especialista a partir do mercado, observando uma necessidade desatendida; ou a partir da pesquisa, desenvolvendo uma nova tecnologia. A jornada empreendedora faz com que esse profissional seja excepcionalmente capaz (e apaixonado) pela sua solução mas, conforme o negócio se desenvolve e cresce, ele se depara com outras competências que não possui plenamente desenvolvidas.

Não raro, startups encaram dificuldade em questões relacionadas à governança, comercialização, gestão de pessoas, estratégia, entre outras disciplinas que um negócio exige e um especialista não está necessariamente preparado. Como a startup é uma empresa nascente validando o seu modelo de negócio, nem sempre ela pode se dar ao luxo de contar com um profissional dedicado nestas áreas, tampouco uma consultoria especializada. Nesta fase, o/a empreendedor/a é a caricatura real do malabarista equilibrando muitos pratos no ar. E é neste momento que a mentoria é fator chave para a aceleração dos negócios.

Com esta cena em mente, o Instituto Hélice em parceria com o CENEX lançou em julho a Mentoria Hélice. Este programa nasce com o objetivo de conectar desafios reais de startups com o conhecimento e experiência de mentores através de um processo estruturado, gerando aprendizados para todos os participantes. Com o caráter de piloto, no primeiro ciclo estamos conectando seis startups com seis mentores. As startups selecionadas foram Feedlover, Manfing, Mutuus, Polvo Spot, Pyxie e Sirros IOT. Para selecioná-las, utilizamos os seguintes critérios: 1) Ter contrato com, no mínimo, duas empresas associadas do Hélice; 2) Ser uma startup investida pelo Grupo de Investimento Hélice. Já para ser mentor(a), foram convidados profissionais das empresas associadas ao Hélice.

Durante a construção do programa, conversamos com startups e um aspecto crucial foi o fato de haver muitos programas de mentoria disponíveis no mercado. Entretanto, infelizmente, parte dos programas disponíveis oferece um processo extremamente simplista, onde um intermediário conecta mentor e mentorado para uma ou mais sessões de conversas. Segundo nossos entrevistados, na maioria dos casos, acontecem encontros sem uma relação sincera de mentoria, parecendo muito mais uma palestra ou uma consultoria. Ao final, a sensação é de perda de tempo.

A nossa abordagem tem como premissa que o mentor deve se desfazer de sua realidade atual e se colocar no contexto do mentorado, levando consigo sua experiência e conhecimento.

Para isso, todos os mentores selecionados passaram por uma capacitação com foco no desenvolvimento do papel do mentor, capacidade de orientação e empatia. Enquanto os mentorados foram preparados para colocarem na mesa todos os seus desafios da forma mais sincera possível. A relação de humildade é mútua, e os participantes se relacionam no mesmo patamar.

A expectativa é que o programa Mentoria Hélice ofereça aprendizado para todos os envolvidos. Estamos conscientes que uma jornada de aprendizado acontece além das salas de aula, podendo ser a qualquer momento e de qualquer forma. Neste caso, apostamos muito em uma jornada de aprendizado mútuo através do relacionamento, afinal, conectar pessoas é um dos principais objetivos do Hélice.

O primeiro ciclo de mentoria se encerra em setembro e, na sequência, daremos início a um novo ciclo. Se você tem interesse de participar como mentor/a ou mentorado/a, fique atento as nossas redes sociais!